20070705

Noção de pertença

Mais do que a um país
Que a uma família ou geração
Mais do que a um passado
Que a uma história ou tradição

Tu pertences a ti
Não és de ninguém

Mais do que a um patrão
Que a uma rotina ou profissão
Mais do que a um partido
Que a uma equipa ou religião

Tu pertences a ti
Não és de ninguém

Vive selvagem
E para ti serás alguém
Nesta viagem

Quando alguém nasce
Nasce selvagem
Não é de ninguém

Quando alguém nasce
Nasce selvagem
Não é de ninguém
de ninguém

Delfins - Nasce selvagem
(M. Angelo / F. Cunha)


 

Resistência, Nasce Selvagem

Gosto desta canção. Mas não sei se concordo muito com a letra!
Esta leva-me a reflectir sobre o pertencer ou o não pertencer a alguém.

O que acho é que toda a pessoa tem necessidade de não se sentir desamparada. De pertencer a alguém, de ter alguém que cuide de si, que o proteja, o ame.
É-se feliz quando se pertence a alguém e/ou grupo(s).

Primeiro, os filhos pertencem aos pais. Mais tarde, chega uma altura em que são os pais a pertencer aos filhos. Existe aí uma relação de pertença, muito embora se diga que “os filhos não são nossos…não nos pertencem”…será?
Tudo tem a ver com a definição da noção de pertença.
Ninguém é completamente independente, daí o pertencer a alguém.

É claro que, pelo facto de pertencermos, não perdemos nem devemos abdicar da nossa autonomia, nem é por isso que não pensamos pela nossa cabeça. Não perdemos a nossa individualidade. Não nos devemos levar pela passividade de deixar que aqueles a quem pertencemos comandem a nossa vida. Temos de ser fiéis a nós próprios, às nossas convicções pessoais. Viver uma vida autêntica e não completamente dependente de quem nos possui.

Agora que é muito bom pertencer, lá isso é!

E constato que as necessidades de pertença vão mudando ao longo da vida. Precisamos de nos encostar a alguém, partilhar, querer bem e, também, ter alguém que se encoste a nós, que tenha necessidade de nos pertencer. Pais, filhos, marido,esposa, amigos...

Que bom é pertencer a alguém e ter alguém que nos pertença!

Saberemos nós a quem ou onde pertencemos?
Seria interessante descobrir!
“Ele nos fez, a Ele pertencemos”Pensemos nisto!

8 comentários:

antonio disse...

Pertencemos ao amor que têm por nós, sem amor não existe essa pertença, apenas submissão.

elsa nyny disse...

Linda!!!

Gostei muito!!!

beijinhos!!!

o alquimista disse...

Será que o fogo que me assalta o peito, é deslumbramento, gerado de dor consentida ou apenas um vestido de rubra lava, tecido nas profundezas, liberto no meio da ilha?! Agitam-se as águas do tempo, aprisionado mar numa gota de sal azul, oceano de mil contradições, espesso aroma de brisa do sul.


Bom fim de semana


Doce beijo

Felipe Fanuel disse...

Pertencer é ser propriedade de alguém. Não é bom nos esquecermos disso.

Obrigado pela visita!

marta disse...

A reflexão é mt interessante!
Prefiro pensar que partilho a minha existência com quem amo. Prefiro pensar que partilham comigo também... mas no fundo troquei apenas a palavra... o pertencer, acabo por associar a posse, a mercadoria... mas a ideia não difere mt, apenas a expressão que usamos.

Bom fds.

Beijinhos

Cátia disse...

Oh querida... grande reflexão. Gostamos de dizer que somos independentes, somos isto e somos aquilo, mas é tudo tanga.. Pertencemos todos uns aos outros, e necessitamos todos uns dos outros, directa ou inderectamente... Ate mesmo na sociedade... A sociedade é uma e precisamos todos uns dos outros...

Gostei mt da forma como escreveste este post...
Beijinhos grandes e um optimo domingo.

elsa nyny disse...

Vim para te avisar que tens um trabalhito para fazer ahahah!!!
Vai lá ao Aki, e bom trabalho!!!

beijitos!!

adriana disse...

gostava de te dar os parabens pois mal que começo a ler os teus textos aprendo a pensar de outra forma! nao só o meu lado mas tambem o dos outro!!!
parabens nem todas as pessoas conseguem isso e tu fazes parte daquelas que consegue!!
beijão