20070911

Se eu tivesse a coragem de sair daqui

Se eu tivesse a coragem de sair daqui
De dizer aos outros, de falar de Ti
Se fizesse o que digo quando estou aqui
Veria em Cristo um amigo sempre ao pé de mim

Mas as cordas que me prendem à vida
Não são fáceis de rebentar

És Cristo vivo que estás em mim
Quando te sei aceitar
És minha razão de ser e de agir
Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

E às vezes o vento fala-me de Ti
E do Teu sofrimento que passaste por mim
E eu sinto cá dentro que nasce a vontade
De tornar as palavras vida, realidade

Mas as pedras do caminho
Não são fáceis de ultrapassar

És Cristo vivo que estás em mim
Quando te sei aceitar
És minha razão de ser e de agir
Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

(desconheço o autor)
cantamos no GJ

5 comentários:

Pinguim Alegre disse...

Uma letra brutal!


Um beijo grande

liliana disse...

esta foi sem duvida a primeira k nos marcou mais. mexe bastante cá dentro. foi muito boa escolha te-la dado a conhecer.

bjinhos e boa continuaçao

Sandra Dantas disse...

Linda esta letra!!!
Realmente difícil de viver!

Um grande abraço!

Fa menor disse...

Pinguim, Liliana e Sandra!

Pois é, meus queridos amigos, não é fácil!...
são as amarras... são as pedras...
Mas eu quero arriscar, eu tenho de arriscar, pois se Cristo está em mim que mais importa?!
Temos de arriscar

Beijinhos para vós

antonio disse...

O que nos prende à vida é este caminhar...