20090524

A primeira vez

Não soube dizer a idade que tinha. Não fui capaz de o raciocinar com coerência… estava por demais absorvida com a expectativa e, de certo modo, com o receio do que se iria passar, que a mente se recusava a pensar outra coisa.
Mas tinha então 22 anos… e um mundo de sonhos pela frente. Poderia dizer que era, ainda, uma menina que vivia um conto de fadas, que nada sabia do mundo real.
Para mim, era uma experiência nova e desconhecida, talvez dolorosa… esse era um grande medo, mas a minha ansiedade maior era pelo desejo de te poder ter nos meus braços.
Sabia que faltavam ainda algumas horas… foi-me dito que tinha que saber esperar… com calma! 
Calma?! Eu bem que tentava, mas o nervosismo aumentava à medida que percebia a altura a aproximar-se cada vez mais. 
Já me sentia a ficar dormente quando fui conduzida para a sala em que… 
Nasceste! 
Ouvi o teu choro… pude, enfim, já não só sentir-te mas olhar-te, ver o meu menino amado… 

Há sempre uma primeira vez para tudo… até para se ser Mãe!

Parabéns meu menino querido!

(Daqui a dois dias já te tenho nos braços outra vez... lá lá lá)


Canto como há pouco na Eucaristia:

Senhor, graças pelo trigo a crescer;
Graças pela vida a nascer;
Graças pelo que a minha alma sente e Vos quer dizer!

20 comentários:

joaquim disse...

«A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque chegou a sua hora; mas, quando deu à luz o menino, já não se lembra da sua aflição, com a alegria de ter vindo um homem ao mundo.» Jo 16,21

Que mais dizer-te se não dar-te os parabéns e alegrar-me contigo porque és mãe de um filho de Deus.

E a ele, ao teu filho, parabéns também , pela sua vida, pela vida da sua mãe, pela vida da sua família.

Abraço amigo em Cristo

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Fá,

Muitos parabéns ao teu filho que deve ser lindo por dentro e por fora como a mãe !

Como é hábito em Portugal e que acho muito bem (na Bélgica, não é e não sei porquê!)também e dou os meus parabéns !

Primeiro nasceu a minha filha e muito rapidamente e 8 anos mais tarde nascia o meu filho e na altura não havia epidural e eu disse : "não me lembrava que doía tanto!". Se eu pudesse ter mais filhos, voltaria a ter as dores sem problema nenhum porque é tão bom tão bom que já me esqueci de novo que doeu...

Mandei-te um email com fotografias com o meu truque das chaves. Se quiseres utilizar as fotos, não têm direitos de autor...

Beijinhos para ti e para o teu filho, se me permites...

Paula Raposo disse...

Parabéns ao teu bébé! Eu fui mãe aos 18 anos e foi e será inesquecível a alegria de ter o 1º filho nos braços. Muitos beijos para vocês.

xistosa - (josé torres) disse...

Os meus dois nasceram à meia noite.
Já se passaram mais de 30 anos.
Naquele tempo, numa casa de saúde, (Casa de Saúde da Avenida, que já não existe), o médico tinha ido dormir.
Telefonaram-lhe, mas quando chegou já eu tinha ajudado a mãe, só com uma auxiliar de enfermagem.
A alegria de ver uma coisa pequena com vida é indescritível para um pai.
Nem imagino o que será para uma mãe que o transportou e teve as dores de parto.

Vou tentar andar pelo vício da Net.
Tudo correu bem, só tenho que "acertar" o bater do coração que com a anestesia ficou com uma arritmia.

Uma boa semana.

Canela disse...

Oooooooh;

Parabéns, mamã babada!

É tão bom, não é... tê-los ali nos nossos braços, aquele corpinho frágil, tudo tão pequenino....

A minha nasceu, tinha eu 27....tudo vale a pena pelos filhos.

Beijo grande á mãe e filho (atrasados, desculpa).

Ailime disse...

Amiga,
O nascimento de um filho é a maior de todas as bênçãos.
Muitos Parabéns pelo Aniversário de seu filho e para si também!
Votos de muitas felicidades para ambos!
Beijinhos grandes!

Fa menor disse...

Meus queridos amigos,

Muito obrigada a todos!

Muitos beijinhos

Ecclesiae Dei disse...

Como é lindo o amor de mãe!!!

Nilson Barcelli disse...

O nascimento de um filho é a coisa mais bonita que acontece a uma mãe.
É natural, por isso, que exultes com a chegada do teu menino e tenhas escrito este belo texto de amor.
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Sara L.Miranda disse...

Parabéns pelo blogue e post.
Esta muito bonito.
Um beijinho

Isabel José António disse...

Querida Amiga Fa menor,

Ser mãe é dar luz. Luz que ilumina e dissipa a escuridão. Luz que é a mãe de todas as alegrias. É interpretar a corrente da vida e continuá-la para que esta nunca páre com o nosso pequeno contributo.

Parabéns para a mãe e o filho.

E parabéns pelo texto.

Um abraço

José António

PS.:
Não deixe de visitar esta semana os nossos outros dois blogues: O POESIA VIVA e O CAMINHO DO CORAÇÃO

Mário Margaride disse...

Olá!

Ser mãe ou ser pai, não se ensina, vai-se aprendendo ao longo da vida.

Ser mãe pela primeira vez, é uma descoberta, e ao mesmo tempo um sonho, que qualquer mulher deseja realizar.

Parabéns querida amiga!!

Beijinhos

Mário

Pena disse...

Linda Amiga:
Um texto que sensibiliza pelo encanto da "primeira vez".
Delicioso e lindo sentires.
Apesar de ser homem também me comovi e reparei nos olhos cintilantes do meu primeiro filho que pareciam sorrir majestosamente para mim.
Fantástico.
Beijinhos de parabéns pela doçura e beleza do texto.
Sim! Vale a pena cita-Lo, era um Homem Bom.
Respeitosamente, amiguinha doce...
Adorei.

pena

Possato Jr. disse...

Ai que susto, menina!!!

Hehehehehehe...

Entre idas e vindas, estou de volta!!!

Minha filha mora a 700km de mim e meus pais (que moram ainda mais longe: 1400km) estão a visitá-la, até amanhã!

Esta semana pensei muito forte nela, que não vejo desde fevereiro! Mês que vem voltarei a vê-la!

Aguardo tua visita!!!

Abraço!!!

preto [e] branco disse...

Querida Fa,

Como dizes e muito bem, "há sempre uma primeira vez para tudo". Contudo, há coisas que, na sua primeira vez, nos marcam "Eternamente" sendo superiores a tudo o resto e essa só pode ser, "o nascer de um filho".

Parabéns para o teu filho e, Parabéns...também para ti, que és mãe.

bj...nho

poetaeusou . . . disse...

*
Um filho é como um ramo despontado
do tronco já maduro que sou eu
um filho é como um pássaro deitado
no ninho da mulher que me escolheu
Um filho é ver-se um homem prolongado
no mundo da verdade em que nasceu
um filho é ver-se um homem atirado
das raízes da terra para o céu
,
in-ary,
,
conchinhas
,
*

malu disse...

Parabens atrasados, mas como depois se pode dar sempre, cá ficam. Para ti e o teu filho, ou melhor: para a família inteira.

Bj grande.

Marta disse...

Venho deixar um beijinho e os parabéns ainda que atrasados!
(Como já passaram 2 dias, até mais, imagino-te de sorriso rasgado! :) )

beijinhos!

Daniel Aladiah disse...

Querida Fa
O amor sai sempre reforçado quando sentimos a nossa carne.
Um beijo
Daniel

Fa menor disse...

Ecclesiae Dei,

Nilson,

Sara,

José António,

Mário Margaride,

Pena,

Possato,

Sérgio,

Poeta,

Malu,

Marta,

Daniel,

Muito obrigada pela vossa atenção e carinho
:)

Beijos a todos