sábado, 3 de outubro de 2009

O Inferno que escolhemos

"Deus desapareceu da política.
Por isso, a política tornou-se um Inferno."

Li isto e muito mais em
Crónicas de uma peregrinação
sob o título:
O Inferno Somos Nós.

Nunca tinha lido um retrato tão perfeito do inferno que escolhemos!

Por isso:

"Se ouvires a voz do vento
Chamando sem cessar
Se ouvires a voz do tempo
Mandando esperar.

A decisão é tua
A decisão é tua
São muitos os convidados
Quase ninguém tem tempo

Se ouvires a voz de Deus
Chamando sem cessar
Se ouvires a voz do mundo
Querendo te enganar

A decisão é tua
A decisão é tua
São muitos os convidados
Quase ninguém tem tempo

O trigo já se perdeu
Cresceu, ninguém colheu
E o mundo passando fome
Passando fome de Deus

A decisão é tua"

(Padre Zezinho - A Decisão é Tua)


18 comentários:

Maria Lúcia disse...

Fizeste boa associação.
Falta o temor de Deus na Política e em outros setores da sociedade.
Que Ele tenha piedade de nós!
Bom domingo.
Beijinhos.

gaivota disse...

excelente! estou isento dessas culpas infernais... também não sei seria melhor, mas diferente era com certeza! só resta pedir a Deus que nos ajude e proteja e que ilumine quem lá está...
olha, por estas e por outras é que eu digo que vou emigrar cá dentro, mas pelo mar afora, até um certo sítio que eu cá sei! nem polícias, sem semáforos...já me lá quero outra vez! a molhar os pés no mar do cais morato, à beira do bar...
beijinhos
beijinhos

gaivota disse...

claro que queria dizer isenta e não isento! lolololol
beijinhos outra vez!

teresa disse...

ai amiga ,,
faço minhas as tuas palavras .
vamos lá ver se este inferno agora não pega fogo .

beijinhos

avlisjota disse...

Olá FA tudo bem? Espero que sim, muita linda a canção e o poema.

Beijos e boa semana

José

Pena disse...

Olhe, Fabulosa Amiga:
Deus nunca gostou de política.
É demasiado impura.
Um Post de fascinar e maravilhar.
Que Deus nos ouça e eles, os políticos, entendam.
Beijinhos amigos

pena

Excelente!

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
É incrivel como tantas vezes nos revemos nas palavras dos outros.
Bjs.

joaquim disse...

Muitos ainda não entenderam que ser cristão implica vida toda e que se deve reflectir na vida toda, mesmo na politica.

É por isso que a politica está um inferno, porque muitos de nós desistem de afirmar as suas convicções mais profundas a vivência da fé.

Gostei! Já tinha lido o nosso amigo.

Beijo amigo em Cristo

Nilson Barcelli disse...

"O trigo já se perdeu
Cresceu, ninguém colheu
E o mundo passando fome"
Quanta verdade neste poema do Padre Zezinho (ele ainda é vivo? se o for, terá uns 80 anos...).
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

Mário Margaride disse...

Olá querida amiga!

As decisões na nossa vida, do nosso futuro, são, e serão sempre nossas.
Espero que tenhas tido um bom fim de semana.

Antes de ir fazer óó, passei por aqui, para te desejar uma semana com tudo de bom.

Beijinhos

Mário

Daniel disse...

A decisão é nossa.

Vamos deixar esse parasitas no poder ou fazer algo que faça com que nos ouça?

Até quando vão rir das nossas caras e nada vamos fazer?

Eu sei que é difícil fazer algo que mude da noite pro dia, mas do jeito que está não pode ficar.

Gostei muito do que postou.
Beijo

antonior disse...

É verdade...os tentáculos sombrios do inferno estendem-se por todos os espaços que roubamos ao paraíso.
Está na nossa mão amar o paraíso que temos e dar-lhe força para alargar a sua luz por todo o espaço. Será utópico, mas necessário.

A propósito de inferno, deixo aqui uma outra visão, infelizmente tão dolorosa como a de Dante:



"O que é o Inferno?

É a experiência do pior dos desfechos possíveis das tuas escolhas, decisões e criações. É a consequência natural de qualquer pensamento que Me negue ou que se oponha a que sejas Quem Tu És em relação a Mim.

É a dor que sentes por causa de um juízo errado. Contudo, até mesmo a designação «juízo errado» está incorrecta pois essa coisa do «errado» não existe.

O Inferno é o oposto da alegria. É a não realização pessoal. É saberes Quem e O Que Tu És e não conseguires experiênciá-lo. É ser menos. É isso o Inferno, e não há maior Inferno que esse para a tua alma.

No entanto, o Inferno não existe como esse local que vocês fantasiaram, onde se arde num fogo eterno ou se existe num estado de perpétuo sofrimento. Que interesse poderia Eu ter nisso? Mesmo que Me assaltasse o extraordinariamente ímpio pensamento de que não «mereciam» o Céu, que necessidade tinha Eu de arranjar algum tipo de vingança ou castigo pelos vossos erros? Não seria mais fácil, para Mim, livrar-me pura e simplesmente de vocês? Que parte vingativa de Mim Mesmo exigiria que vos sujeitasse a um sofrimento eterno de um tipo e grau indescritíveis?

Se me responderes que é por uma necessidade de justiça, não bastaria então para isso a simples interdição de se juntarem a mim no Céu? Será também obrigatório infligir-vos uma dor sem fim?

Digo-te que essa experiência depois da morte, tal como a descreveram nas vossas teologias assentes no medo, não existe. Existe, no entanto, uma experiência anímica tão triste, tão incompleta, tão desgarrada do todo, tão separada da sublime alegria de Deus, que para a tua alma isso será o Inferno. Mas garanto-te que não sou Eu quem vos manda para lá, nem faço com que tal experiência vos seja imposta. São vocês mesmos que criam a experiência sempre que se alheiam do vosso mais sublime pensamento acerca de vós mesmos. Criam pois essa experiência sempre que se negam a vós próprios; sempre que rejeitam Quem e O Que Realmente São"


Neale Donald Walsch

Este senhor escreveu um livro de título "Conversas com Deus" (ISBN 972-8541-05-8) donde se retira este excerto

Beijinhos

pico minha ilha disse...

A decisão é nossa, mas quantas vezes tomamos a errada.
O karaoke no Cais Mourato não podia ser com chuva, pois era ao ar livre, com muita pena minha, mas no dia 10 há aqui em S.Roque ao pé do correio...já estou lá.
Sabe uma coisa? Ando a pensar comprar um espaço pela costa, Lagido,Cachorro ou Cais mourato, vou ver o que encontro.

Beijinhos

JAC disse...

Gostei!. Mas não acredito que Deus não se interesse pela política. Deus que o humano em todas as dimensões da vida.
Agora, o humano e muitos políticos é que não querem Deus em todas as dimensões da vida.

O Papa esté sempre a falar do humano e do cristão comprometido com a Polis. A Caritas in veritate também vai um pouco por ái.

Precisamos de nos afirmar como crentes em todas as dimensões da vida.

Vamos para a frente que é o caminho.

Ah e nem todos os políticos são maus. Assim acredito. Se fossem então entavamos tramados...


cumprimentos a todos

Paula Martins disse...

É verdade a decisão é nossa...o amanhã será delineado pelas decisões que tomamos hoje.

Beijinhos e obrigada pelo momento de reflexão.

Ailime disse...

Obrigada, Fá, por este cântico maravilhoso, por esta reflexão que nos merece!
O problema é que é quase ninguém tem fome de Deus!
O mundo anda meio perdido, meio desnorteado, porque tem medo de ouvir esta "voz de Deus" que nos chama sem cessar e nos conduz a um desprendimento, a uma entrega total!
Ser de Deus é comprometermo-nos com os seus projectos e isso às vezes torna-se muito difícil!
Vamos todos tentar ouvir essa voz que nos impele a segui-Lo.
Um grande beijinho.

laura disse...

A maioria passa fome de Deus, mas, porque quer....Tão simples convidá-loa afzer parte da nossa vida né? Beijinhos e que o inferno como diz uma nian ai acima, não pegue fogo..laura

Rui disse...

Ou como uma grande obra do nosso tempo diz:

"Choose life. Choose a job. Choose a career. Choose a family. Choose a fucking big television. Choose washing machines, cars, compact disc players and electrical tin openers... choose DIY and wondering who the fuck you are on a Sunday morning. Choose sitting on that couch watching mind-numbing, spirit crushing game shows, stuffing junk food into your mouth. Choose rotting away at the end of it all, pishing your last in a miserable home, nothing more than a embarrassment to the selfish, fucked up brats you spawned to replace yoursel. Choose your future. Choose life...
But why do I want to do a thing like that?"

Ai está, a nossa vida resumida numas linhas. E perfeitamente resumida. Alguns tentam ser maiores que isto. Lembram-se daquela família que viva numa quinta no Alentejo, que só comia alimentos crus e as crianças não iam à escola? Esses passaram por cima de tudo. Por isso tiveram que fugir de Portugal.
Viver não é ter nem ser. Só temos porque queremos ser aos olhos dos outros.