domingo, 21 de março de 2010

No Trilho do Amor

Quaresma - Tempo de Renascer -
- a caminhar é que se faz o caminho - 33.º Dia

É tempo de:

Deserto... fazer silêncio



Escutar e meditar a Palavra

"Jesus disse:
Amarás o Senhor teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente: tal é o maior e primeiro mandamento. O segundo é semelhante a este: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. A estes dois mandamentos está ligada toda a Lei, bem como os Profetas." (Mt. 22, 37-40)

"Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei, vós também vos deveis amar uns aos outros. É por isto que todos saberão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros." (Jo 13, 34-35)

"Eu peço-vos mais: amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam." (Mt 5, 43-44)

"Quem aceita os meus mandamentos e lhes obedece, esse é que Me ama. E quem Me ama será amado por meu Pai. Eu também o amarei e manifestar-Me-ei a ele." (Jo. 14, 21)


Procurar-se na solidão

* Para mim o que é o amor? Um sentimento bonito que acontece quando tem de acontecer? Uma paixão? Uma atracção romântica; desejo libidinoso? Ou uma decisão?
* Quem amo? Quem me é mais fácil amar? Aqueles com quem me identifico, que pensam como eu; quem é simpático, bonito; os familiares, os amigos? Amo o meu próximo? E quem é o meu próximo? E como trato os inimigos?
* Como amo? Esperando reciprocidade? Amo apenas quem me ama? Ou amo sem nada esperar em troca? Amo com todo o coração o marido ou a esposa; os filhos, os irmãos, os pais, os sogros, a nora, o genro? Guardo o meu amor na pureza e na castidade?
* O que é amar? Será o mesmo que gostar? E o que é, e como é, amar a Deus?


É tempo de procura de água

Podemos dizer que toda a Lei, todos os mandamentos se resumem a um só: Amar! Um só mandamento que abrange todos: Deus, o próximo, e nós mesmos.
Este mandamento fundamenta todos os outros. É um programa de vida.
"Amamos, porque Ele nos amou primeiro. Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê." (1Jo.4,19-20)
Se não amo o meu irmão, eu não amo a Deus. O amor não é uma coisa que apenas acontece. É uma decisão. É a resposta ao dom do amor com que Deus vem ao nosso encontro. O amor é um mandamento, mas não é uma mera exigência, porque antes nos é dado.

Amar como a si mesmo é condição essencial do amor ao próximo. Não fazer aos outros o que não gostaria que lhe fizessem e fazer aos outros o que gostaria que fosse feito a si em circunstâncias semelhantes. O próximo deve ter, aos olhos de cada um de nós, tanto valor como nós próprios. Quem se conhece e estima a si mesmo, deve abrir-se aos outros e estimá-los como seus próximos. Deve tornar-se o próximo de todos os que necessitam de si. Fazer ao próximo aquilo de que ele tem necessidade.

Amar o próximo é condição do amor a Deus.
"Porque tive fome e destes-Me de comer, tive sede e destes-Me de beber; era peregrino, e recolhestes-Me; estava nu e vestistes-Me; adoeci e visitastes-Me; estive na prisão e fostes ver-Me.
(...) Senhor, quando foi que te vimos com fome e Te demos de comer? Ou com sede e Te demos de beber? Quando Te vimos peregrino e Te hospedamos? Ou nu e Te vestimos? E quando Te vimos doente ou na prisão e fomos visitar-Te?
(...) Em verdade vos digo: sempre que o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes". (Mt. 25, 35-40)


Encontrar oásis no deserto

Deus é a fonte de todo o amor:
“Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama, nasceu de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não chegou a conhecer Deus, porque Deus é amor.” (1 Jo 4, 7-8)

"Porque Deus nos amou primeiro, podemos então amar gratuita e oblativamente, pois sempre estará disponível para nós a fonte divina jorrando incansavelmente o Seu infinito amor." (Bento XVI, Encíclica «Deus caritas est»)

Continuemos a nossa caminhada quaresmal, amanhã com a reflexão da Dulce no Degrau de Silêncio, bebendo sempre desse amor infinito do Pai, colocando-o no nosso coração e transportando-o para a nossa vida, a fim de crescermos no amor a Deus e no amor uns aos outros.

11 comentários:

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Fa
O amor na verdade é amar-se a si a Deus e aos irmãos é dar e receber é um trabalho que passa por um nascer,envolver e sentir-se envolvido.
Que bom refletir sobre isto
Beijinhos da amiga
Utilia

Nova Civilização disse...

Amiga fa,

"...O amor nunca desanima, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.
O amor é eterno..."

O amor é o princípio de tudo. Tão simples e tão complexo... pois para amar precisamos estar disposto... se entregar sem medida, se doar e não olhar o que receber...
Por esse trilho que Cristo vai nos colocando em ordem... nos ensinando verdadeiramente a amar e a compreender o que é o amor, pelo seu amor a humanidade. E como amar a Deus sem amar o irmão? Se Deus é o amor vivo em todos nós...

muito obrigada por essa partilha,

beijinhos

Gisele

poetaeusou . . . disse...

*
Fá menor
,
O que houve, Senhor, que te hás de
manifestar a nós, e não ao mundo?
Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me
amar, guardará a minha palavra;
e meu Pai o amará, e viremos a ele,
e faremos nele morada .
,
In-jo-14-22 e 23,
,
conchinhas nocturnas,
deixo,
,
*

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
A primeira condição para amar, é termos a capacidade de nos amarmos a nós próprios.
Bjs.

Rosa disse...

Amar "de todo o coração" o Senhor, amar os inimigos, amar sem medida...
Um mandamento que nem sempre é fácil cumprir.

caminhamos, caímos, levanta-mo-nos...
O Senhor espera... dá-nos a liberdade de escolher, de actuar, de viver...

Peço ao Senhor que me ajude a ter sempre presente o pensamento de (Santo Agostinho)

"A medida do amor é amar sem medida."


Abraços.
Boa Quaresma

Dulce disse...

Fá, que reflexão tão cheia de amor. O amor é o catalizador de todas as obras, pois sem ele nada se constrói.Não há fé sem obras, senão seria uma fé vazia. Gosto muito desta frase, dá-me força:
"Não vos esqueçais da hospitalidade, pois algumas pessoas, graças a ela,sem saber acolheram anjos"(Hb13,2)
Que nós saibamos acolher e aceitar o acolhimento.
Abraço no amor e paz de Cristo

Pena disse...

Estimada e Linda Amiga:
Um Post perfeito de adoração a Deus.
Acredite sempre. Uma prece Divinal em tempo de Quaresma.
Beijinhos amigos de parabéns sinceros.
Sempre a admirá-la.

pena

Bem-Haja pelo seu imenso valor.
É perfeita nas suas convicções de seriedade. Gosto muito deste facto.
Perfeita.

joaquim disse...

Amiga Fa

Amamos porque Ele nos amou primeiro, como muito bem dizes!

E é por essa verdade, que nunca poderemos verdadeiramente amar o outro se não amarmos a Deus primeiro.

Obrigado por nos teres feito reflectir no amor, que é aquele que deve revestir a Lei, se não a Lei não tem sentido.


Abraço amigo em Cristo

malu disse...

Ai Fá,

Se a todo o momento nos perguntássemos sobre o Amor, de Onde parte e quanto Ele nos quer, procurando retribuir tb um pouco, este mundo dava efectivamente uma grande volta.
Acho que me fico por aqui sem acrescentar uma vírgula mais, mas com 1 grande beijinho para ti.

JAC disse...

Que fantástico.
depois de um fim de semana em cheio, carregado de sermões, passo por aqui, e sai me esta delícia.

apenas para dizer: o amor visto assim é como a fé, ou apega-se ou apaga-se!!!

obrigado

Canela disse...

"Eu peço-vos mais: amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam." (Mt 5, 43-44)"

Ele deixou-nos o segredo, é este! Embora dificil.

O nosso coração é frágil e só dá daquilo que conhece, se este se abrir a Jesus, Ele o encherá do Seu amor e aí obrigatóriamente deixaremos transbordar para os outros.

Beijinho fraterno