sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Vida Deixa Sempre a Porta Aberta

A vida é tão diferente
Daquilo que sonhamos
Talvez o nosso mal seja acordar
Lancei o meu futuro
Para lá do firmamento
E agora não consigo lá chegar

Estou a sentir
A minha voz perdida no deserto
Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra que eu possa lá entrar
E quem sabe regressar
À mais pura inocência

A vida é tão diferente
Dos sonhos que lembramos
Eu sei que o nosso mal é recordar
Perdi o teu futuro
P'ra lá do nosso tempo
E agora não consigo lá voltar

Estou a Sentir
A minha voz perdida no deserto
Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra que eu possa lá entrar
E quem sabe te encontrar
Na mais pura inocência

(Polo Norte, Pura Inocência)



(acordes)

Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta

21 comentários:

Laura disse...

A voz nunca se perde no deserto, fica sempre algo em que nos ouve, embora a humanidade esteja voltada para outro lado, há palavras que jamais deixam de ecoar nos seus ouvidos...e um dia, farão a diferença..
Beijinho da laura

Lilá(s) disse...

Vamos aproveitar a porta aberta e sair com o pé direito.
Bom fim de semana.
Bjs

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
Gostei muito da tua escolha musical para partilhares connosco.
Bjo.

avlisjota disse...

"Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra que eu possa lá entrar
E quem sabe te encontrar
Na mais pura inocência"

Olá Fa bjs e bom fim de semana!

José

Gil Moura disse...

Nunca a nossa voz se perde no deserto. No sol ardente da nossa inquietação, há sempre um oásis á nosa espera.

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

Canela disse...

Obrigada pela partilha, gosto muito desta música...

Beijinho fraterno

VANUZA PANTALEÃO disse...

A inocência do encontro...
Abramos as portas do coração!
Poético final de semana, amiga!!!
Beijinhos

São disse...

A esperança faz parte da vida...e isso é bom.

Um excelente fim de semana,é o que desejo.

poetaeusou . . . disse...

*

,
os Polo Norte,
deixaram a Porta aberta,
Pois . . .
só um Português abriria
as portas de um vulcão,
vê o resultado que deu !!!
srsrsrsr,
,
conchinhas sem lavas,
deixo,
,
*

Je Vois la Vie en Vert disse...

A vida tem todas as portas abertas, cabe-nos escolher a boa e se não for, basta sair e entrar na outra e sucessivamente...até chegar nas portas do paraíso :))

Beijinhos
Verdinha

legalmente loira... disse...

fa, querida amei a partilha e a música.
você é um encanto.

um abraço com carinho da rita.
bjos.
Esta vida é uma viagem, pena eu estar só de passagem ... Paulo Leminski

Pena disse...

Estimada e Brilhante Amiga:
Um poema muito belo de relações humanas grandiosas.
No que se refere a mim, terá sempre a porta aberta, acredite?
A sua ´muito pura, de deslumbre e de maravilhar. Posso? Não sei, sinceramente.
Abraço amigo ao seu talento.
No maior respeito, estima e consideração.
Com admiração constante ao que faz.

pena

Deu-nos hoje uma lição de vida importante, sabia?
Excelente!
Bem-Haja, pelo humanismo que existe latente em si.

Maria Lúcia disse...

"A vida deixa sempre a porta aberta."
É verdade.
Beijos.

legalmente loira... disse...

partilha é lindo.
a música muito especial.
fa..
o blog esta um show.
Que seu dia seja especial!
Bjs

Nova Civilização disse...

Amiga Fa,

deixa sim... que bom que podemos regressar e com isso nos reanimar sempre!

beijinhos no coração

Gisele

rosa dourada/ondina azul disse...

Bela postagem, Amiga:)

A vida não fecha as portas,
somos nós que fechamos...


beijo,

Nilson Barcelli disse...

Convém que não a fechemos, por isso...

Bela canção, gostei de ouvir.

Querida amiga, boa semana.
Beijos.

teresa disse...

sem duvida amiga , que a vida é bem diferente daquilo que sonhamos ..
mas a porta tá sempre aberta para realizarmos os sonhos que pudermos .
deixe-mos sempre essa porta aberta .

beijinhos grandes ..

gaivota disse...

é lindo este tema, e gosto dos polo norte...
porta aberta que se deixa para qem quiser entrar, por bem, em paz e com amor!
precisas de uma caixinha de lenços?
beijinhos

O Árabe disse...

Não conhecia, mas gostei. Muito! :) Obrigado, boa semana.

Sara disse...

Olá amiga, como etás? Já tinha saudades.

O poema é lindo e muito verdadeiro.

A vida deixa sempre, de facto, uma porta aberta. Nós da ansia de a encontrar é que por vezes não a vemos, mesmo que esteja bem diante da nossa vista e isto aplica-se a tudo. Bjs