20100825

É uma Animação!

Terça-feira à tarde é hora de Animação. E que animação! O Centro de Dia é o palco. Uma sala com cerca de duas dezenas de idosos que, de maneira surpreendente, passaram a tornar tão agradáveis as minhas tardes de terça-feira. E as deles também, que eu bem percebo!

Era um grupo de idosos, de certo modo, parado e desmotivado, por falta de uma presença mais assídua que lhe dinamizasse actividades recreativas na sala, o que nem sempre acontecia por alguma limitação de tempo dos recursos humanos afectos a esta resposta social de Centro de Dia. Pretendeu-se a transformação desse grupo a partir da dinamização, mobilização e implicação dos próprios indivíduos do grupo no sentido do seu desenvolvimento, o que aconteceu com relativa facilidade, uma vez que já conhecia pessoalmente a maioria dessas pessoas, e também procurei mais alguma informação acerca dos seus gostos, necessidades, interesses e motivações, bem como das suas potencialidades.

Procurando ir ao encontro dos interesses destes idosos, tenho vindo a dinamizar actividades de Animação Sociocultural com canções populares, histórias e contos populares, jogos, anedotas, adivinhas, rimas, lengalengas, partilhas de saberes e de experiências e estórias de vida.

As actividades desenvolvidas vêm-se direccionando a estimular a actividade cognitiva, a promover a comunicação, convivência e ocupação do tempo dos idosos, de maneira atractiva, transmitindo-lhes alegria e boa disposição, despertando-lhes vontade e gosto, de forma a evitar-lhes a alienação e a passividade, mas procurando respeitar sempre as suas capacidades, hábitos, interesses, potencialidades, expectativas e a individualidade e estado de espírito de cada um.

Reservei sempre o mesmo dia da semana, terça-feira, e o mesmo horário, de modo a criar uma rotina que os mantivesse despertos para estas actividades, naquele dia e àquela hora.

Uma tarefa que me tem dado muito gozo realizar, por ir constatando o agrado e a satisfação destes idosos, e verificar que vou contribuindo para alguma mudança no sentido de lhes melhorar a auto-estima e o bem-estar.

Conto-lhes uma história. Pego na viola. Gostam de cantar, de dançar. Vou puxando por eles. E então, pergunto-lhes, quem fez o trabalho de casa? O que têm hoje para me ensinar? E eles colaboram. Contam histórias, anedotas, e tenho de pôr um travão no senhor Albino que só sabe das cabeludas, e algumas senhoras também sabem canções das boas, às quais tenho de saber dar a volta:

Ai o caipira já não vai p’ra militar
O caipira mete e tira e sai p’lo mesmo lugar
Ai o caipira eu hei-de o mandar prender
O caipira mete e tira e eu também já sei meter.

Risada geral, a começar por mim, que não me contenho!

24 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Embora a minha vida académica e ex-profissional sejam da área do Social, só a partir do momento em que a minha mãe aceitou ir para o Centro de Dia , que funciona num lar, é que tenho sentido, nas situações tão dramáticas, a realidade da velhice e do que ela significa. É preciso passar pelas situações.
O que descreves sobre as actividades que tu e o teu grupo estão fazendo sensibilizou-me. Bem hajas.
Podia dizer tanta coisa sobre o que isso contribui para a amainar a solidão, dulcificar os corações, aumentar a alegria...
Obrigado pelo teu post.
E recebe um abraço.
Em Si maior.

teresa disse...

um grande bem aja para ti amiga , que tens sempre muito trabalho mas arranjas sempre tempo para aquilo que realmente é importante ..
deus te abençoe ..

mil beijos ..

Pena disse...

Simpática e Estimada Amiga:
É ENORME de humanismo e solidariedade. E, isso, é fabuloso.
Parabéns pelo Ser Humano gigante que é.
Adorei.
Abraço amigo de respeito.
Bem-Haja, pela visita linda.
Sempre a respeitá-la e a admirá-la

pena

MUITO OBRIGADO.
Bem-Haja, deslumbrante amiga.
Parabéns pelo seu gesto majestoso de partilha da alegria e felicidade que moram em si e no que é.
Um Post fantástico.

avlisjota disse...

Olá Fa

Então pegas na viola e tocas um fa :-)

Vejo que a terça feira à tarde é mesmo uma festa. É muito gratificante o convívio com os idosos, aprendemos sempre muito com eles. Linda esta tua tarefa! O pouco de auto-estima e bem estar que possamos proporcionar aos outros, reflete-se em nós.

Bjs

José

Ailime disse...

Amiga Fá,
Maravilhoso esse serviço que presta a esses seres tão dignos e que merecem o nosso maior respeito e atenção: os nossos idosos.
Conheço a realidade de alguns lares da Paróquia onde resido e constato com muita tristeza que não têm qualquer tipo de animação e onde os seus semblantes estão constantemente tristes!
Nas visitas que efectuamos não podemos fazer mais, porque se tratam de instituições particulares e limita-mo-nos a gestos de carinho que recebem com muita alegria!
Bem-haja pela sua amizade e solidariedade para com esses amigos.
Grata pela sua amizade no meu cantinho.
Um beijinho.
Ailime

rouxinol de Bernardim disse...

Animação cultural ao mais puro estilo sertanejo...

O caipira que mete-e-tira...

O povo sabe rir, até na terceira idade...

Baila sem peso disse...

Um eco infindável então
nessas tuas terças-feiras
que mais parecem eterno serão
sorrindo e dando de teu doce pão...

assim se faz um coração de Sol (ou será Fá?!) :)

Bom fim-de-semana
bjinhos bailando em notas musicais

poetaeusou . . . disse...

*
bem-hajas, amiga,
pela tua solidarização e por
concordares, tenha a certeza,
com este meu pensamento,
o voluntarismo não um acto de dó, de
caridade, para que os outros vejam, é um
exercício de solidariedade e cidadania !
,
os meus respeitos, amiga,
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

xistosa - (josé torres) disse...

Vou lendo isto porque qualquer dia estou do outro lado (dos do Centro de Dia).
Aprende-se a manha para "levar" as voluntárias.

Um abração e bom fim de semana.

(Ando muito ... muito atarefado, rsss, rsss, rsss, porque há cerca de 4 meses que tenho um problema com o antívírus que os serviços técnicos do BitDefender não me resolvem. O mesmo bloqueia e pára-me o portátil. tem sido uma luta fraticida e o "maldito" antivírus tem levado a melhor.
Entretanto já levei o portátil à "lavandaria", onde não conseguiram tirar a nódoa.
Consegui escrever isto num fôlego sem bloqueios.
Voltarei)

gaivota disse...

bem hajas, minha querida!
nem preciso dizer mais nada, o sentimento é enorme cheio de emoção
beijinhos
(quase de partida, com o computador cheio de virus...)

AC disse...

A sua postura (na prática) sensibilizou-me.
O último post do Interioridades é um conto que aborda esta temática. Se quiser espreitar...

Beijo :)

DE MÃOS DADAS disse...

Que maravilha...
Estar assim tão presente, e tornar a vida dos nossos idosos mais alegre.

Obrigada Fa.
Que Deus te abençoe e te dê sempre inspiração e força para ajudares quem precisa.
Beijinhos
Utilia

Nova Civilização disse...

Amiga Fa,

que belo trabalho. É um revigorar de forças!

Beijinhos no coração,

bom domingo

Gisele

. intemporal . disse...

.

. e só assim o mundo pula e avança .

.

. fica o exemplo para contento do alento .

.

. e saio . de alma rendida .

.

. uma boa semana .

.

. um beijo meu .

.

. paulo .

.

Lilá(s) disse...

Adorei ler este texto, numa época em que é muito complicado as familias cuidarem em casa dos idosos é uma pequena maravilha saber que há pessoas disponivéis para dar algumas alegrias e esses idosos.
Linda atitude
BEIJOS

Rafeiro Perfumado disse...

E saberes que estás a dar sentido à vida dessas pessoas, não tem preço. E garantidamente a animação não se fica pela terça-feira, terão histórias para falar entre eles por bastante tempo!

O Árabe disse...

Beleza, não? Trabalhar com idosos e crianças... como é gratificante, para quem respeita o passado e o futuro! :) Boa semana.

RETIRO do ÉDEN disse...

Uma beleza de gesto de amor para com o próximo.
Acredita... que recebes mais do que o que dás...pode não parecer...mas assim é.
Todas as terças feiras...recordei as quintas feiras no livro do "Pequeno Principe" em que começava a raposa a ficar feliz...é preciso sabermos cativar amigos, sejam eles idosos ou não.
Forte abraço e parabéns pelo gesto tão nobre.
Mer

▒▓█► JOTA ENE disse...

GOSTEI DO TEU ESPAÇO

legivel disse...

... para além do útil trabalho que desenvolves com os séniores (e pelo entusiasmo com que o descreves, com grande envolvimento pessoal) fiquei a saber que tocas viola. Fico feliz por ti, que além de fazer parte de um grupo coral não arranho nenhum instrumento, com muita pena minha.

beijos sorrisos.

uminuto disse...

tanta ternura e carinho neste extracto que senti um arrepio de emoção
um beijo

Belisa disse...

Olá!

Gostei de voltar!

Beijinhos estrelados***

Anónimo disse...

....presumo que a data significa que continuou, parabéns também por isso!!!!
clara

Fa menor disse...

... e vai continuando!
É uma animação :)



Obrigada a todos!

Podes partilhar também aqui as tuas palavras