20120602

Todos os dias são dias das crianças


Quando as crianças fazem Uau, tenho um ratinho!
Quando as crianças fazem Uau, tenho um cachorrinho!...
Tem uma coisa que eu sei
que nunca mais irei rever
é um lobo mau que dá um beijinho
num carneirinho...

E as crianças fazem
Ei, me dá a mão,
porque me deixa só?
Sem ajuda de ninguém,
sem qualquer um,
ninguém pode virar um homem

Uma boneca ou robô,
talvez, talvez brinquem um pouco,
mas com o dedinho, em alta voz
ao menos eles, é, fazem as pazes
E cada coisa nova é uma surpresa
até quando chove,
E as crianças fazem: Uau, olha que chuva!

Quando as crianças fazem Uau!
Que maravilha! Que maravilha!
Mas que bobo veja só, olha só!
Eu me envergonho um pouco.
Já não sei mais fazer "Uau!"
e fazer tudo como eu quero.
Porque as crianças falam sempre,
falam tudo, tudo que pensam.

As crianças são muito sinceras
mas têm tantos segredos, como poetas...
E as crianças se ocupam com a fantasia
E com poucas mentiras
oh mamma mia, bada.
Mas tudo é claro e transparente
Quando um adulto chora as crianças fazem:
"Ei! você fez um dodói, a culpa é tua!"

Quando as crianças fazem Uau!
Que maravilha, que maravilha!
Mas que bobo veja só, olha só!
Eu me envergonho um pouco.
Já não sei mais fazer "Uau!",
Não brinco mais numa gangorra,
Não tenho a chave que abre a porta
dos nossos sonhos...

Lá, lá, lá, lá, lá...

Enquanto os chatos fazem: Éh!
Enquanto os chatos fazem: Ah!
Enquanto os chatos fazem: bôooo!
Tudo fica igual!
Mas se as crianças fazem Uau, uau!
Ei, basta uma vogal!

Eu me envergonho um pouco,
E os adultos fazem NÃO!
Eu peço abrigo, eu peço abrigo,
como os leões eu quero andar engatinhando
Cada um é perfeito e iguais na cor...
E viva os loucos que perceberam o que é amor!
É tudo uma história de estranhas palavras
que eu não entendo...

Quero voltar a fazer Uau!
Quero voltar a fazer Uau!
Porque as crianças falam sempre,
falam tudo, tudo que pensam...

(Giuseppe Povia, Quando as crianças fazem Uau)

7 comentários:

Ailime disse...

Olá amiga Fá,
Depois de ouvir e ler este poema belíssimo que poderei dizer-lhe?
Muito obrigada por partilhá-lo.
Beijinhos,
Ailime

Lilá(s) disse...

Que coisa mais linda! adorei.
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
e benditas,
as nossas crianças,
criança que nunca fui,
porém foi compensada,
com as marés de sensibilidade,
que na minha "pele" absorvi !
,
absorventes conchinhas,
deixo,
*

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E se entendêssemos
como esta verdade
é preciosa,
teríamos um mundo
melhor,
extremamente melhor...

Que a vida nunca se perda de ti

Nilson Barcelli disse...

Todos os dias deviam ser dias das crianças, na verdade. Mas há muita gente que se esquece disso...
Beijo, querida amiga.

. intemporal . disse...

.

.

. pueril . e tão terno .

.

.

David C. disse...

Así es, que bueno sería que los adultos siempre conserváramos ese niño interior.
Saludos
David

Podes partilhar também aqui as tuas palavras