20120222

Como Eu vos amei

Na sequência da publicação anterior (primeiro passo na escola do Amor), e para a completar:

Jesus, na noite da sua paixão, deu-nos um Mandamento Novo do Amor:
«Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei!» (João 13,34).

Este mandamento resume todos os outros mandamentos, todas as leis, todas as regras e normas.
Somos convidados a amar de forma gratuita, sem interesse, sem esperar nada em troca, unicamente por querer o bem do outro, de todos os outros.

“O meu Mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do aquele que dá a vida pelos seus amigos” (Jo. 15, 12-13).


O amor maior by Olímpia Mairos

"A medida do amor é amar sem medida" (Santo Agostinho).

20120209

Como a ti mesmo


Foi dito aos antigos: "Olho por olho, dente por dente". - Lei de Talião (Ex. 21,23-25; Lv. 24,17-21)

Mas, citando Ghandi: "Olho por olho e o mundo terminará cego".
...

Então: "Justiça é não fazer a outrem o que não queríamos que nos fizessem." (Hughes Lamennais)

"Aconteceu um dia que um não-judeu chegou ao grande rabino Shammai e lhe disse: Faz-me prosélito (convertido [ao Judaísmo]) sob a condição de que me ensines a Toráh inteira, durante fico parado em um pé só. Esse o empurrou com o bastão que tinha na mão. A seguir veio a Hillel, e este o fez prosélito e lhe disse: O que tu não estimas [que te façam], isso também não faças ao teu próximo. Isso é toda a Torá, e todo o restante não é senão explicação: vai e a aprende!" (Talmude Babilônico, Sabbat 31a).

“Não faças a ninguém aquilo que não queres que te façam a ti”. (Tobias 4,15) 

Reparamos que estes ensinamentos são mandamentos (regras de ouro) de formulação negativa e incompletos, que [apenas] recomendam o que não devemos fazer aos nossos próximos.

Jesus veio aperfeiçoar o que até aí foi dito, dizendo-nos: "Tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas" (regra de ouro cristã) (Mt. 7,12); e "Amarás o teu próximo como a ti mesmo" (Mt. 22, 39).

Assim:
"Para poder progredir para um amor perfeito, o primeiro passo é amar o outro como eu me amo.
(...)
A chave, então, é esta: eu me encontro, eu me amo, eu me conheço se amo e não espero nada dos outros. Eu tenho todas as capacidades e dons recebidos de Deus na minha natureza para amar-me e amar os outros e descubro estas capacidades somente se me amo por primeiro e se a minha vida é dada exclusivamente para os outros. O segredo para viver o primeiro grão do amor, que é amar os outros como eu me amo, passa por esta escolha: amar por primeiro. Eu me amo acreditando que tenho em mim mesmo todas as forças, capacidades, para amar-me e amar sem medida os outros.

Este passo é bem concreto e real. Por exemplo: se uma pessoa me calunia, eu decido amá-la primeiro. Outra pessoa tenta me afastar de um amigo, eu a amo por primeiro e faço de tudo para ser a chave da reconciliação entre todos."
(Ler artigo completo em: Aliança de Misericórdia)


Assim:
" 'Amarás a teu próximo como a ti mesmo'.
O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento perfeito da Lei." (Rm. 13, 9-10)

Esta é uma proposta de felicidade. A mais perfeita regra de ouro.