20090920

O voo da andorinha


Se eu de ti me não lembrar, 'Jerusalém',
fique presa a minha língua.

Sobre os rios de Babilónia nos sentámos a chorar,
com saudades de Sião.
Nos salgueiros das suas margens,
dependurámos as nossas harpas.

[Do Salmo 136 (137)]

17 comentários:

Ailime disse...

Amiga Fá,
Sempre tão actual este Salmo!
Oremos pela união dos nossos irmãos dessa Terra onde o conflito parece nunca mais ter fim!
Que um dia a Paz encontre eco no coração de todos!
Um beijinho.
PS Grata pela visita.

Dulce Gomes disse...

Se eu me esquecer de ti, Jerusalém, que seque a minha mão direita. Que a minha lingua se cole ao paladar, se eu não me lembrar de ti e se eu não te elevar Jerusalém acima de todas as minhas alegrias!
Obrigado Fá por fazer com que lesse este salmo.
Um beijinho do coração.

teresa disse...

olá fa,,
um salmo com muito conteudo ,
e dificil de cantar ,pois eu já tentei ,,,,,
obrigada pela partilha
beijinhos minha querida amiga

Canela disse...

Quantas vezes, nós nos esquecemos?
Quanta ingratidão diante de tão grande amor, que JESUS Cristo nos tem.

Beijinho

Pena disse...

Maravilhosa e Doce Poetiza:
Harpas de sonho que fascinam nas palavras Dele sobre o Firmamento de Jerusalém.
O que escreve é lindo. Repleto de pureza e beleza.
As suas palavras são soberbas e de deliciar.
Linda.
Com o maior respeito e estima.
Sempre a admirá-la imenso.

pena

MUITO OBRIGADO pela fabulosa visita.
Adorei!
Bem-Haja. Tudo de bom e agradável...

Daniel disse...

Muito bonito.
Eu não o conhecia.

A imagem que se formou em minha cabeça foi linda lendo este salmo.

Beijos

gaivota disse...

lindoooooooooooooooo, no regresso, olamos e "agarramos" a asa do avião que nos arranca para a saudade...
beijinhos

JAC disse...

já não vinha cá há algum tempo.

férias, tarbalho, tanta coisa

mudanças, preparação para nova missão...


mas é sempre um encanto, um refresco, um repasto vir comer e beber a tua música, seja em tom maior ou menor!


obrigado

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
Depois da vontade de voar do patinho feio, chego aqui e deparo-me com o voo da andorinha!!!
Eu gostava de poder voar, porque não deve haver maior sensação de liberdade do que essa.
Bjs.

pin gente disse...

guardamos o que nos é querido numa caixinha doirada... uma que o tempo não leva, que o tempo mima e traz ao colo.
um beijo, fá

Fontez disse...

Salmo tocante!

bj

DE MÂOS DADAS disse...

Se eu de ti não me lembrar "Jerusalém2
fique presa a minha lingua

deixa-me pensar...

Fa menor disse...

Ailime,
que a força da paz una todos outra vez!
beijinho.


Dulce,
há salmos que não nos deixam indiferentes!
beijinho.


Teresa,
gosto muito dele. Já o cantei muitas vezes.
beijinhos.


Canela,
devíamos ser sempre gratos, sim.
Há tanto o que agradecer!
Beijinho.


Pena,
muito obrigada!
A Palavra é deslumbrante!
Beijinhos.


Daniel,
como Israel, muitas vezes nos sentimos exilados...
Beijos.


Gaivota,
vou repetir a tuas palavras:
«"agarramos" a asa do avião que nos arranca para a saudade...»
Que bem me adivinhaste!
beijinhos.


JAC,
um refresco para mim são as tuas palavras!
Obrigada.
beijinhos.


Å®t Øf £övë,
somos andorinhas quando não esquecemos os lugares que nos dão vida, quando necessitamos de voltar a voar para lá!
Bjs.


Pin,
... a caixinha dourada onde guardamos o nosso tesouro!
beijo.


Fontez,
Os Salmos têm sempre algo que nos toca.
bj


DE MÂOS DADAS,
é bom reflectir...
Bjs

Pinguim Alegre disse...

Olá!

Tens um pequeno "mimo" lá no meu blog.

Bjs

Maria João disse...

Como gostava de ir a Jerusalém ...



beijos

Je Vois la Vie en Vert disse...

Seguindo uma andorrinha
Será que um dia a Verdinha
Poderá ir a Jerusalém
E junto com outros dirá Amém ?

Beijinhos

Fa menor disse...

Pronto, Pinguim,
desafio superado!
Obrigada.
Bjos


Maria João,
também eu!
Bjos


Verdinha,
nunca se deve perder a esperança!
Com a andorinha vem sempre a Primavera!
Bjinhos

Podes partilhar também aqui as tuas palavras