20100312

Perdoa, Senhor, os Nossos Pecados

Quaresma - Tempo de Renascer - mais um dia de Caminhada - 24.º

É tempo de:

Deserto... fazer silêncio



Escutar e meditar a Palavra

"Há mais alegria no céu por um só pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento."
(Lc. 15, 7)
"Não são os que têm saúde que necessitam de médico mas sim os doentes; Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores, ao arrependimento."
(Lc. 5, 31-32)


Procurar-se na solidão

Onde me incluo? sou um(a) pecador(a) que se arrepende, ou um justo que não necessita de arrependimento?
Não sabemos nós que até "o justo peca sete vezes ao dia" (Prov. 24, 16), ou seja, muitas vezes?


É tempo de procura de água

Assiste-se, nos nossos dias, a uma grande perda de consciência e do sentido do pecado.
Depois, a dificuldade e o orgulho em reconhecer e confessar as próprias fraquezas diante de outra pessoa leva ao afastamento da reconciliação com Deus e com os irmãos, a uma certa "alergia" a pedir desculpa, a pedir, sobretudo, perdão. Vive-se uma crise de frequência dos Sacramentos, neste caso o da Penitência (ou Reconciliação, ou Confissão).
Mas bem sabemos que quem não admite estar doente não procura curar-se.
No entanto, o pecado é um mal que enferma cada um de nós como parte de um povo de pecadores que, em Igreja, somos chamados por Deus à penitência e à conversão.

O pecado é tudo o que constitui uma ruptura da amizade, da fidelidade, do compromisso e dos laços que nos unem a Deus e aos irmãos, e a sua raiz é, directa ou indirectamente, o egoísmo.
É preciso que nos reconheçamos pecadores, pois esse é o primeiro passo para acolher a graça do perdão.

Encontrar oásis no deserto

O perdão consiste em Deus entrar em contacto com o homem pecador para restabelecer a união vital com ele. Supõe, portanto, que também o homem corresponda de modo pessoal a esta atitude divina. Diante deste Senhor que quer dar o Seu perdão, a condição do homem para o receber é a contrição e a humildade interior.

O Sacramento da Penitência é o sinal eficaz da graça do perdão reconciliador, que Jesus faz chegar ao coração de cada um de nós que se reconhece pecador, ao deixar aos Apóstolos o poder de perdoar os pecados: "Aqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; aqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos" (João 20, 23)

O Sacramento da Penitência não deve ser entendido como "um vazadouro de pecados nem lavar de roupa suja"*, mas fonte de conversão, de cura e de vida nova, pois na sua centralidade não está o pecado, mas sim a Misericórdia de Deus que "não quer a morte do pecador, mas que se converta e viva..." (Ez 18, 23)

Continuemos a nossa caminhada quaresmal, amanhã com a reflexão da Dulce no Degrau de Silêncio, aceitando que somos pecadores penitentes a percorrer o caminho da conversão.

*(in: O Perdão e a Misericórdia, "A Alegria de Crer", SNEC)

21 comentários:

joaquim disse...

Obrigado Fa por esta reflexão.

Como é importante o Sacramento da Penitência!

Hoje tantas e tantos que dizem que se "confessam" a Deus e no entanto foi o próprio Jesus Cristo que quis especificamente instituir esse Sacramento, como muito bem dizes e está expresso em Jo 20,23

É realmente essa condição reconhecida de pecadores que nos leva a aproximar de Deus, na figura do sacerdote, e dizer-Lhe arrependidos: Perdão Senhor, porque sou pecador!

E só quem nunca experimentou o "alívio" do peso do pecado é que não entende a dimensão da Confissão, como Sacramento de Cura e Libertação.

Abraço amigo em Cristo

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Fa
Reconciliação.
Pedir desculpa a Deus e ao próximo,não é fácil, e sobretudo quando o arrependimento é sentido mas talvez não tenha sentido.
Dói claro, mas é com humildade que deve ser feito, e também com um propósito o de nunca mais tornar a pecar, mas?... se fossemos "deuses" claro que conseguiamos, mas como não somos... mas vamos ter alegria e força, pois temos o Perdão do Pai e beneficiamos do sangue derramado pelo filho temos muitas probabilidades de não repetirmos os mesmos erros,

Sós, somos pouca coisa mas com Ele e nEle somos o Mundo.
Beijinhos e muito grata fico,por nos teres trazido este tema e sobretudo hoje e mesmo hoje em que tenho que ser forte.
Beijinhos da amiga utilia
Utilia

Nova Civilização disse...

Querida fa,

obrigada pela reflexão... és verdade que devemos não só olhar para os nossos pecados mas sim reconhecê-los , verdadeiramente, do fundo da alma como perda de vida, como entraves que muitas vezes nos distanciam mais e mais da verdade...

"ó Deus, tem misericórdia de mim por causa do teu amor!
Lava-me de toda a maldade
e limpa-me do meu pecado.
Purifica-me de todas as minhas culpas
e apaga o meu pecado.
Pois eu conheço bem os meus erros,
e os meus pecados estão sempre diante de mim..."

salmo 51:1-4

Je Vois la Vie en Vert disse...

muito interessante a tua reflexão.

Confesso que...não me confesso muitas vezes ao padre, mas sim a Deus e não é por falta de humildade mas por falta das palavras. Não sei como me confessar em português !

Beijinhos

Verdinha

gaivota disse...

um excelente texto de reflexão nesta época de quaresma, é bom ler-te!
bom fim de semana
beijinhos

Dulce disse...

O perdão! Tal como dizes e bem, na tua reflexão, há que começar pelo princípio, reconhecendo que somos pecadores, depois temos que, além de pedir perdão com humildade, sabermo-nos perdoar. Parece um exercício fácil, mas não é. Por vezes aceita-se mais facilmente as falhas dos outros do que reconhecemos as nossas.
Que Deus nos ajude e ilumine nesta Quaresma a ser cada dia, um pouquinho mais à Sua semelhança.
Obrigado Fá. Beijinhos

joaquim disse...

À amiga Verdinha, apenas uma indicação:

Em Fátima há sacerdotes que confessam nas diversas línguas, mas também há com certeza sacerdotes que falam françês, e mesmo que não o falem bem, a Confissão é válida.

Abraço amigo em Cristo

poetaeusou . . . disse...

*
eu sou, Aquele que sou,
e o que se chama eu sou,
enviou-me a vós !
,
deixo-te. a minha Paz,
,
*

Rosa disse...

Rezemos como David, no SL.51


" Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado".

Até amanhã se Deus quiser,em mais um passo...

xistosa - (josé torres) disse...

Peço desculpe de não comentar.
Vim espreitar e desejar um bom fim de semana.
Posso deixar uma provocação?
Quem necessita do médico são os sãos, para evitarem as doenças.
Os doentes, necessitam de medicamentos.

Não tenho emenda.
Mas o que hei-de fazer?
Modificar-me ao fim de mais de 6 dúzias de anos?
Nem todos somos pretos, brancos, amarelos, vermelhos ... etc.

Portanto, aqui fica o desejo de um bom fim de semana, com bom tempo.

Gil Moura disse...

Querida amiga

Nestes tempos difíceis que correm, nada melhor que reflectirmos, no nosso futuro colectivo.

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

Pena disse...

Estimada e Brilhante Amiga:
Sim! Um silêncio profundo e manifesto quando ouvimos a palavra Dele.
Acredito que Lhe será fiel ao longo da vida.
Tem um brilhantismo em si que cintila na presença Dele.
Acredite SEMPRE!
Beijinhos respeitadores.
Sempre a admirá-la

pena

Brilhante.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Ola, caro Joaquim,

Obrigada pela tua informaçao.
Por acaso, ja fiz isto, quando fui a Fatima, fui confessar-me a um padre que falava francês. Mas nao vou la muitas vezes...
Se calhar, nao te lembras quem eu sou...Sou alguem que tem grande carinho por ti porque um dia devolveste-me muita força;
Estou a escrever do computador do meu irmao e estou na Belgica, e por isso que nao coloco os acentos; vou ficar sem internet durante 1 semana.
Vou aproveitar a minha estadia para me confessar em francês.

Muitos beijinhos para ti e para a Fa tambem.

Verdinha

Canela disse...

"Há mais alegria no céu por um só pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento."
(Lc. 15, 7)"

E como é "grande" este versiculo!
A imensidão do amor do Pai Celeste... está lá toda...

Obrigada por esta reflexão

Bjs

malu disse...

'Há mais alegria no Céu pela conversão de um pecador...' e tanta nesse que se arrepende de verdade e goza da graça que nos é concedida pelo Sacramento da Reconciliação e porque não só nos reconciliamos com o Senhor, como também e principalmente com nós mesmos. O pecado impede-nos de seguir adiante, prende-nos às nossas coisinhas insignificantes, imobiliza-nos interiormente, escraviza-nos ou impede-nos do uso da liberdade no Seu sentido - no Caminho, Verdade e Vida.
Só seremos livres nEle e capazes de tudo o que o amor nos inspira.
Como é bom receber essa benção que nos restitue a Paz.

Obrigada Fá pela partilha e um beijinho.

Zé Gusmão disse...

OLÁ,

DESCULPA ESTAR A ESCREVER AQUI...
COSTUMO VIR AQUI E FICAR EM SILÊNCIO...
DEPOIS DO QUE FIZ SÓ ASSIM POSSO FAZER...

HOJE VENHO LANÇAR UM DESAFIO... PASSA PELO MEU BLOGUE (http://avidaarenascer.blogspot.com/)E LÊ...

UMA ABRAÇO EM CRISTO
ZÉ GUSMÃO

continuando assim... disse...

MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
lá no,
... continuando assim...

Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
talvez nem gostem da história...

Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo

obrigada por seguirem
Bj
teresa

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
"Assiste-se, nos nossos dias, a uma grande perda de consciência e do sentido do pecado."
Não poderia ter encontrado frase que retrate melhor aquilo que vou vendo em meu redor.
Bjo.

segredos disse...

Querida Amiga,
Como gosto de te ler e o convite que fazes à reflexão. "Ele" é soberano e só "Ele" é dono do que somos na esperança da reconciliação. Quanto e contra o pecado só Ele sabe perdoar sendo que não é vergonha reconhecermos os nossos pecados e pedir-Lhe, pedir-Lhe perdão e orientação.

bj

avlisjota disse...

Amiga Fá entendo que é uma questão de consciência, o compromisso deve ser acima de tudo connosco. Vivermos de bem com os outros e com nós mesmos, sermos humildes e reconhecer que somos imperfeitos, ter em conta que devemos sempre rir com os amigos e nunca rir dos amigos. ter a capacidade quando erramos de ser justos com o próximo e nos desculparmos perante ele, sempre perante a pessoa não a uma entidade.
Aceitando quem somos a "mudança" (digo antes aprendizagem), tem que vir de dentro de nós, se não aceitarmos o facto que nada sabemos, tudo temos para aprender e reflectir, sobre... nunca sairemos da mediocridade.

Beijos

José

Maria Lúcia disse...

Fa,
Precisamos mesmo de ser perdoados de nossas faltas e iluminados em nossa caminhada neste mundo.
Obrigada pela partilha.
Beijos