20111225

O melhor presente

Deus deu ao mundo,
o verbo feito carne,
O bébézinho na manjedoura,
Deus deu ao mundo,
nesta noite escura
Seu Único Filho,
a glória de Deus

Deus deu ao mundo,
Deus deu ao mundo,
Deus deu ao mundo,
O melhor presente.

Deus deu ao mundo,
o que ninguém podia
Seu Filho à morte,
para nos dar vida
Deus deu ao mundo,
sem esperança
uma nova vida,
novo amanhecer

Deus deu ao mundo,
o melhor presente
Seu Santo Filho,
para nos salvar.
Não importa quão
desviados andámos,
O presente de Deus
é para nós

Deus deu ao mundo
O melhor presente.

(God Gave the World - letra em português)



God Gave The World

"O Verbo fez-se carne e veio habitar entre nós" (Jo. 1, 14)

Santo e Feliz Natal, com Jesus, o melhor presente!
Novo Ano pleno das Suas bênçãos.


20111201

A Verdade


«O rapaz ia muito mal na escola. As suas notas e o comportamento eram uma decepção para os pais, que sonhavam vê-lo formado e bem-sucedido.
Um belo dia, o pai propôs-lhe um acordo:
- Se tu, meu filho, mudares o comportamento, se te dedicares aos estudos e conseguires ser aprovado no exame para entrar na universidade, dar-te-ei um carro de presente.
Por causa do carro, o rapaz mudou como da água para o vinho. Passou a estudar como nunca e a ter um comportamento exemplar. O pai estava feliz, mas tinha uma preocupação. Sabia que a mudança do rapaz era apenas pelo interesse de obter o automóvel.
Isso não era bom. O rapaz seguia os seus estudos e aguardava o resultado dos seus esforços. Assim, o grande dia chegou. Foi aprovado.
Como havia prometido, o pai convidou a família e os amigos para uma festa de comemoração. O rapaz abriu emocionado o pacote. Para sua surpresa, o presente era uma Bíblia. O rapaz ficou visivelmente decepcionado e nada disse.
A partir daquele dia, a distância e o silêncio separaram pai e filho. O jovem sentia-se traído e agora lutava pela sua independência.
Deixou a casa dos pais e foi morar no Campus Universitário. Raramente mandava notícias à família. O tempo foi passando e ele formou-se, conseguiu um bom emprego e esqueceu-se completamente do pai.
Todas as tentativas do pai para reatar os laços foram em vão. Até que um dia, o pai, velho e muito triste com a situação, não resistiu. Faleceu. Depois do funeral, a mãe entregou ao filho a Bíblia que tinha sido o último presente do pai.
De volta à sua casa, o rapaz que nunca perdoara o pai, quando colocou a Bíblia numa estante, notou que havia um envelope dentro dela. Ao abri-lo, encontrou uma carta e um cheque.
A carta dizia: "Meu filho, sei o quanto desejas ter um carro. Eu prometi e aqui está o cheque. Escolhe aquele que mais te agradar. No entanto, fiz questão de te dar um presente ainda melhor, a Bíblia Sagrada. Nela aprenderás o amor de Deus e a fazer o bem, não pelo prazer da recompensa, mas pela gratidão e pelo dever de consciência".»


Ops!….. e agora?!... tarde demais...

Quantas vezes nos sentimos traídos e nos afastamos sem procurar conhecer a verdade… e sem perdoar?!

E não saber perdoar leva à tristeza, a erros e a fins terríveis.

As adversidades da vida espreitam-nos constantemente. Mas, se olharmos com cuidado, talvez nelas encontremos um "cheque escondido". Numa bíblia que não ousamos abrir.


É tempo de Advento. Tempo que antecede o Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação e alegria, de expectativa, em que os fiéis, esperando o Nascimento de Jesus Cristo (a Verdade… Caminho e Vida - cf. Jo. 14,6), vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz.
Porque antecede o Natal e o fim do ano civil, é um período muito importante para a manifestação dos mais nobres sentimentos da pessoa humana, mesmo para os não cristãos.

Então, podemos dizer que o Tempo é propício a procurarmos a verdade e o perdão, a fraternidade, a alegria e a paz, numa bíblia perdida algures nalgum canto dentro de nós. 
E também, porque não, na Bíblia Sagrada, o livro dos livros, que contém a Verdade revelada.

Quem sabe, neste Advento, encontremos o “cheque escondido”.

Podes partilhar também aqui as tuas palavras