20071206

Retrospectiva

A Marta colocou aos seus leitores um desafio a que me senti tentada a responder. A ideia é fazer um texto, com sentido, onde sejam empregues os títulos das dez últimas postagens.


Nisto dou por mim a pensar em como gostaria de reencontrar uma velha amizade perdida
É que as amizades da adolescência e da juventude acabam, quase sempre, por se modificar ou perder. Surgem outras motivações, interesses, amores.
Acabamos por fazer
opções radicais quando colocamos o amor acima de tudo, ainda para mais, um certo tipo de amor, aquele que deriva da paixão sentida por uma pessoa especial e que não deixa ver um palmo à frente do nariz, como me aconteceu a mim. Mas não me arrependo de nada, hoje faria tudo de novo! Amaria cegamente ao ponto de me esquecer de mim, me anular, como fiz, tendo como base uma cultura do dar, em que o principal objectivo é fazer feliz a pessoa com quem se compartilha tudo. Aliás, passados tantos anos, continuo a fazer cenas rídiculas como a de declarar publicamente “Je t’aime… J”.
É claro que durante todos estes anos de vida em comum, outros amores chegaram, se sobrepuseram e me tornaram na mãe
galinha que não consigo deixar de ser.
Mas não pensem que tudo foram ou são rosas! Melhor, sempre me rodeei de rosas, sim, muitas rosas, mas com muitos espinhos, de vários tamanhos e feitios! Senti a carne e a alma rasgadas por eles. Por vezes seria mais cómodo baixar os braços perante tantas inquietações, pois que
elas não matam… mas moem!

Mas o melhor, mesmo, é seguir em frente sem olhar muito para trás!
Para quê sentir em excesso? Afinal, ontem foi dia de Karaoke e hoje ainda ando a cantarolar la la la la…!



E agora, como bem fez a Martinha, devo passar o testemunho…
Então, para quem ainda não respondeu a este desafio e lhe apeteça responder, aqui deixo o repto.

5 comentários:

marta disse...

Bravo Fa, gostei imenso!
Respondeste ao desafio, partilhando mais um pedacinho de ti, e embora fales de espinhos, fazes isso com bom humor e uma canção!
:)
Fico contente que tenhas respondido ao desafio.
Eu achei-o muito giro, diferente e faz-nos usar a imaginação!

beijos.

Tiago R Cardoso disse...

Até era capaz de o fazer, mas dado o tamanho dos nosso títulos era capaz de dar um tratado.

De qualquer forma muito bem.

quintarantino disse...

Depois de ler o texto, pensei cá com os meus botões: e que vida preenchida esta amiga leva e tem. Já agora, dizer publicamente "je t´aime" não é cena ridícula nenhuma. Até é muito lindo.

C Valente disse...

Vou tentar entra no jogo, mas não prometo
Bom fim de semana
Saudações amigas

Fa menor disse...

Martinha,
também gostei muito deste desafio!
Obrigada pela oportunidade.
Beijocas


Tiago,
experimenta que é divertido, vais ver!


Quint,
... faz-se o que se pode...


C Valente,
experimente fazer este desafio que é diferente...
Saudações amigas