sábado, abril 21, 2007

O Filtro Triplo

Um dia o filósofo Sócrates encontrou-se com um seu conhecido, que lhe disse:
- Sabe o que ouvi dizer sobre o seu amigo?
- Espere um minuto - replicou Sócrates - Antes que me diga qualquer coisa sobre o meu amigo, quero que me responda a um pequeno teste a que eu chamo exame do Filtro Triplo.
- Filtro Triplo? – Replicou o outro.
- Correcto - continuou Sócrates -, antes que me diga qualquer coisa sobre o meu amigo, pode ser uma boa ideia filtrar 3 vezes, o que me vai dizer. É por isso que eu lhe chamo exame do Filtro Triplo. O primeiro é o Filtro da Verdade. Está absolutamente seguro, de que o que me vai dizer é certo?
- Não - disse o homem - realmente só ouvi falar sobre isso e…
- Bem – disse Sócrates – então você não sabe se é verdade ou não. Permita-me então aplicar o segundo filtro, o Filtro da Bondade. O que me vai dizer sobre o meu amigo é algo de bom para ele?
- Não, pelo contrário…
- Então, vai dizer-me algo de mau para ele, no entanto não está certo de que seja verdade. Mesmo que eu o quisesse ouvir agora, ainda não podia, pois falta um filtro, o Filtro da Utilidade. Servir-me-á de algo saber o que me vai dizer sobre o meu amigo?
- Não, na verdade não.
- Bem - concluiu Sócrates – se o que me deseja dizer não é certo, nem bom, e tão pouco me será útil, porque iria eu querer saber?

Isto para dizer que:

- A amizade (uma forma de amar) é algo inviolável;
- Por um comentário sem fundamento é muito fácil perder um amigo;
- Não devemos fazer aos outros o que não gostaríamos que nos fizessem.

Porque:

"É por isto que todos saberão que sois Meus discípulos: se vos amardes uns aos outros" (Jo. 13, 35)

8 comentários:

antonio disse...

Bem, assim lá se ía grande parte do prazer que temos em conversar...

Estou a brincar. Este teu post é um bom ensinamento, especialmente para os que emprenham pelos ouvidos. Gostei.

alfacinha disse...

O filósofo Sócrates era um homem sensato
Uma outro homem sensato também dizia palavras ajuizadas
Aquele que estiver sem pecado atira a primeira pedra
Abraço

Roselia Bezerra disse...

Boa tardinha, querida amiga Fá!
Essa parábola é perfeita! Sem filtro não dá para viver. Tem uma das 3 peneiras que tem o mesmo sentido também.
Amigo não vai a outro falar mal daquele... isso é amigo da onça...
Mas, vamos sendo amigas e nos serão acrescentados excelentes amigos da paz.
Tenha dias abençoados!
Bjm carinhoso e fraterno e paz e bem

edna figueiredo disse...

Querida Fá,as vezes
filtros são necessários.
gostei do texto.
Abraços.
Deus te dê um fim de semana abençoado.

Diná Fernandes disse...

Essa parábola já conhecia, é de uma coerência única, é preciso ter cuidado ao comentar sobre os outros, e realmente é o que mais acontece, o repasse do "ouvi dizer", e ai se não tem veracidade é calunioso, muito bom Fá.

Bom dia e feliz amanhecer
Bjs

Porventura escrevo disse...

Sócrates, um dos pensadores que fundou os tempos moderbos
Gostei

Marli Soares Borges disse...

Boa noite, amiga Fá!
Estou gostando muito do seu blogue, (que não conhecia). Essa parábola é muito boa, oportuna e necessária. Obrigada pela partilha.
Bjs
Marli

J.P. Alexander disse...

Me encanta esa reflexion y la verdad el mundo seria mejor sino criticáramos a los demás y fueramos mas simpatéticos

poderá também gostar de:

Partilhas maiores