quinta-feira, julho 22, 2021

Piedade, Senhor, tende piedade de nós


Salmo 122 (123) - XIV Domingo Comum B

Os nossos olhos estão postos no Senhor,
até que Se compadeça de nós.


Levanto os olhos para Vós,
para Vós que habitais no Céu,
como os olhos do servo
se fixam nas mãos do seu senhor.

Como os olhos da serva
se fixam nas mãos da sua senhora,
assim os nossos olhos se voltam para o Senhor nosso Deus,
até que tenha piedade de nós.

Piedade, Senhor, tende piedade de nós,
porque estamos saturados de desprezo.
A nossa alma está saturada do sarcasmo dos arrogantes
e do desprezo dos soberbos.

6 comentários:

" R y k @ r d o " disse...

Ámen ... lendo entrei em reflexão ... orando por todos os seres vivos do mundo
.
Um domingo feliz
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de domingo, querida amiga Fá!
Gosto muito do referente Salmo.
Vou cantando enquanto meio sua partitura aqui.
Tenha uma nova semana abençoada!
Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

Ailime disse...

Boa tarde Fá,
Um salmo muito belo que ouvimos na Missa de domingo passado!
Obrigada por partilhá-lo.
Beijinhos e continuação de boa semana.
Ailime

Lígia Casaca disse...

Subitamente, a missa veio ter comigo. Há séculos que não meto o pé numa igreja. Voz bonita, cristalina.

Saúde e continuações.

Meulen disse...

Hay que seguir pidiendo, Él en su misericordia sabe de lo pequeño que somos y nos da alegrías a nuestro ser y a los demás si pedimos con confianza.

Bendiciones.

Porventura escrevo disse...

Não sou religioso, mas uma prosa cativante é sempre uma prosa cativante
:-)
Obrigado pela partilha

poderá também gostar de:

Partilhas maiores